Verdade

By:Jully Anne M.Fenner

Finas gotas de chuva ainda caiam ,enquanto as nuvens aos poucos se dissipavam .
O Sol ainda tímido, mostrando o pouco calor que poderia proporcional enquanto o vento forte deixava o clima de extremo inverno.
Estava sentada no banco , tentei ler  pela vigésima sétima vez o mesmo paragrafo , frustrada desistindo de ler Um Grande amor não se esquece , um dos clássicos romances que amo tanto ler.
A mente num turbilhão  , procurando um modo de como falar a verdade.
Eu sei que sempre passei a imagem de uma pessoa inabalável , alguém que pouco se importava com sentimento dos outros , alguém que não tem paciências para suportar qualquer coisa...Ok...não suporto muita coisa , mas uma das coisas que aprendi muito é conhecer as pessoas em minha volta , conhecer suas histórias , desafios , derrotas e conquistas...e minha maior  inspiração foi ter conhecer você.
Alguém com uma alma tão pura , uma pessoa incrível com um coração tão amável ...onde eu poderia dizer vários adjetivos que encontrei  só observando você , mas o que me deixa na maior indecisão é dizer ou não a verdade? 
Qual seria a minha grande verdade? 
Minha verdade é que aprendi a ama-lo secretamente como nunca havia amado , aprender a entender cada momento de sua vida , cada sorriso seu , cada tristeza .
Você foi e é a inspiração para que eu possa seguir um rumo de,  se não posso estar ao seu lado como desejo estar ,  posso sim estar ali quando você menos esperar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

Noite Tempestuosa

O Retrato