O Dia Feliz

By:Jully Anne M.Fenner

Era inicio de inverno , estava bastante agasalhada , mesmo que o shopping estive-se quente , eu ainda me sentia congelada. Eu e minha amiga Andy estávamos passando num corredor que levava ao cinema.
Desde a noite daquela nossa ultima conversa , eu não voltei mais para aquela praia , Eu estava inutilmente tentando seguir minha vida , mas estava cada vez mais difícil de suportar.
-Vamos lá , tente reagir _ falou Andy meio sem paciência- Bola pra frente , esquece ele ...a vida é assim mesmo.
-Andy , vou dizer uma verdade pra você...como sempre_ exclamei irritada - Pra quem passou pela mesma situação que eu_ me decepcionei com a cara que ela fazia- Temos muita coisa diferente ...Eu sou humana e você insensível 
-Sou mesmo _ falou ela acenando para o namorado , onde eu sem paciência troquei de caminho , não estava mais com animo de ver filme algum , muito menos de ficar segurando vela.
"Se as pessoas soubessem o quanto eu exijo de mim para mim seguir minha vida , elas nunca mais iriam pedir mais nada para mim"pensei enquanto eu descia as escadas , me senti ser puxada e ser virada.
Você estava vermelho , soado , ofegante , respirava com dificuldades , enquanto eu tentava me soltar , você aprendia ainda mais o meu braço.
-Por que você desapareceu? o que deu em você?_Você  exigiu irritado e frustrado
-Eu te disse que precisava de um tempo pra organizar a minha vida _ respondi enquanto você ainda mais ficava irritado
-Pra que? O que eu te fiz?_Perguntou soltando o meu braço
-Você me viu como uma irmã enquanto eu iludidamente nutria um amor por você...Eu demonstrei de todas as formas possíveis que eu te amava de outra forma , mas você não deu chance ... me enxerga apenas como irmã ...Isso é difícil de aceitar 

Você me olhou surpreso como se fosse a coisa mais absurda do mundo.
-Haaaa , por favor _ exclamei irritada perdendo a paciência-Não me venha dizer que eu sou muito nova pra você  , por que sua namorada é mais nova que eu _ disse num tom mais severa- achavas que nunca iria descobrir de nada?
-Eu...eu...eu...gaguejando cortei você -Não vou mentir pra você...Estou querendo esquecer que um dia amei você , esquecer das tentativas de demonstrar a você  , das chances nunca dadas , oportunidades nunca concedidas ...Eu vi que não era o suficiente para agradar a você , mas eu sempre notei que aquela sua namorada sempre lhe agradava , sempre tinha sua total atenção , onde diversas vezes você desmarcou saídas pra ficar com ela ...Eu fui idiota , burra de ter tentado ainda mesmo sabendo que existia algo entre vocês
-Não é assim como tu pensas_Rebateu você- Eu não a amava , eu estava dando uma chance pra ela , mas não amava...É você ...sempre foi você e sempre será você quem realmente amo..,Eu não queria acabar com nossa amizade , eu a amo demais pra fazer qualquer atitude impensado que fizesse perder sua amizade , mas depois daquele dia , eu...eu...eu sei que vacilei , eu fui tão hipócrita , tão descarado que sabia que você iria acreditar e acreditou...mas eu disse isso pra ver se eu conseguia acreditar mas...Poxa , garota , é você que eu amo é você que eu quero estar e não importa se você não me quer mais , eu irei lutar por algo que foi meu e ainda é meu por direito...o seu amor .

Fiquei calada , a surpresa estampada no rosto , uma mistura de sentimentos ...felicidade , braveza , gratidão ...Nossos lábios se encontraram num beijo ardente sufocante , no desejo de demonstrar o que ainda estava guardado em suas mentes e em seus corações.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa