Brava


By:Jully Anne M.Fenner

Uma chuva forte passou a cair sem piedade , não se via nada na frente por conta da quantidade de água , o chão alagado , não adiantava esperar amenizar , por que o tempo passava e só piorava.

Um forte relâmpago ilumina o céu , trovoada veio logo em seguida tremendo as janelas do trabalho com o som forte.

sai correndo numa tentativa falha de não me molhar , a roupa já colada no corpo , a bolsa já encharcada , agradeci aos Céus por ter vindo com uma roupa mais pesada ora não realçar as peças íntimas.

Parei em uma sinaleira aberta pros carros que passavam pelas possas sem dó ensopando ainda mais que estive-se ali naquele ponto,

Asim que o sinal abriu para os pedestres , passei a caminhar rápido , até que ouvi um som de buzina , pensei em seguir reto , mas o som não parou , me virei e vi que era você já me chamando.

Fui até o carro , dei a volta , e entrei no carro , me sentando no banco de carona.
-Nem precisas tomar banho hoje , né? _Pergunta-se num tom divertido
-hahahaha_ fingi rir- Que sem graça você _ comentei cruzando os braços pra amenizar o frio que sentia
-estavas indo para o Terminal? pra ir pra casa?_pergunta-se olhando pro farol ainda fechado
-Não , estava indo pro Terminal pra ver um filme em cartaz _Ironizei - é claro que é pra ir pra casa 
-Respeite que eu sou seu namorado ,não sou igual aquele seus amigos _ fala-se num tom de repreensão 
-E se fosse , pode ter certeza que eu NÃO estaria namorando você _ disse rindo da cara que você que fazia _Um homem de sua idade agindo feito jovenzinho...que papelão , minha paciência não duraria.
-Hmmm , sério? _ perguntou interessado- Então você ficaria brava?_ Perguntou agora olhando em meus olhos com um olhar de quem estava tramando uma.
-Sim, ficaria_ respondi já desconfiada do olhar malicioso de quem estava tramando alguma coisa , até que o sinal se abriu e partimos para  casa .

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa