Julianta & Rosmeu

By:Jully Anne .M.Fenner

Era num bosque encantado onde tudo era perfeito , onde príncipes e princesas onde viviam suas vidas de felizes para sempre...chaaaaaaato !

Julianta vinha numa velocidade incrível com seu pônei , passando pela terrível floresta onde vivia seres aterrorizantes como anões , fadinhas e coelhinhos fofinhos.

Passando por uma passagem secreta de matagal , encontrava-se uma torre , uma torre incrivelmente alto.
Julianta desceu de seu pônei caminhou de forma dramática e gritou a seguinte frase.

-óh Rosmeu , meu Rosmeu , Jogue seus bigodes para mim poder subir!
Rosmeu foi a janela eufórico em ver sua amada ali disse
-Oh minha Julianta , irei jogar meu bigode , mas tome cuidado com as pontas delas por que acabei de passar óleo pra hidratar _ e assim jogou  seu bigode incrível grande

Juliante tentou subir , mas passou a escorregar por conta do óleo que estava no bigode

-Rosmeu , meu Rosmeu , não consigo subir _ Disse ela tentando de todas as formas se manter presa ao bigode enquanto Rosmeu tentava se manter vivo na torre- VOCÊ EXAGEROU NO ÓLEO _Brigou ela frustrada 

-Oh minha Julianta , você ainda tem a opção de entrar pela porta , já que ela encontra-se aberta _ Comentou Rosmeu,
Julianta Viu a porta da torre aberta  onde ela por uma fração de segundo revirou os olhos.

-Eu queria fazer uma entrada mais dramática , você sabe _ Disse Julianta caminhando até a porta olhando pra cima e disse.

-Estou indo para ai...me espere _Entrando enquanto Rosmeu disse para si mesmo_  Não tem como eu sair mesmo - estando eles num dia sábado Rosmeu disse em alto e bom som para que sua amada pude-se ouvir pelas paredes da torre  _ TE VEJO NA SEGUNDA ,  MINHA AMADA JULIANTA !

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa