Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

26 de setembro

By:Jully Anne M.Fenner Era sábado naquele ano , ainda o clima era gélido , mas a primavera estava muito linda . Acordei cedo , pois sabia que tinha coisas para fazer em casa , mas antes de iniciar o dia , sempre é ótimo comer alguma coisa ”assumo que não faço nada , antes comer alguma coisa” – risos Assim logo as oito e meia da manhã assim que terminei a primeira etapa , fui na casa da ex-patroa da mãe para pegar a carteira de trabalho. Quando cheguei lá , notei que a casa estava fechada e o carro na garagem , então por mais que eu chama-se eles , não iriam me atender , pois ainda estavam dormindo Voltei pra casa para terminar o que estava fazendo e dar tempo para voltar pra pegar a carteira . Peguei a bicicleta novamente e fui a casa depois de um tempo , mas agora eles não estavam em casa , já que os carros não estavam na garagem . Assumo que fiquei indignada , brava e sai rumo a minha casa que era longe daquela parte do bairro. Já que estava de cabeça quente e de bicicleta , resolv…

Juntos

By:JullyAnne.M.Fenner
Ela não imaginou o quão iria se importar , ela não tinha noção do quanto ele iria fazer falta. Ela não sabia que aquele sentimento cresceu de uma forma tão rápida e assustadora , que  chegaria ao ponto de não aguentar mais a sua ausência  , de desejar estar ao seu lado onde quer que esteja. Ela pensava ser apenas algo bobo , sutil e rápido , mas o sentimento só tem crescido , a dor só tem aumentado e a certeza estava se tornando tão real..ela estaria apaixonada e não teria como fazer nada. Ela acorda dia-após-dia na esperando para que o reencontro aconteça , para que seu príncipe encantado  a  note da mesma forma que ela o tem notado  , o tem estudado. Ela hoje sorri , mesmo querendo chorar , mas ela sorri , pois o sorriso se tornou sua maior arma e fonte de esperanças para uma incerteza de que  um dia iriam se encontrar e poder finalmente estarem juntos.

Doce Desconhecido

By:Jully Anne Mary Fenner
Era uma vez alguém que ela nunca viu na vida , alguém que ela botou os olhos nele e simplesmente acabou se apaixonando. Ela não queria assumir , ela negava para ela mesma...sim para ela mesma...Negar que ela sim estaria gostando de alguém que mal conheceu. Ela tem tanto medo de assumir pra não se decepcionar novamente , mas ela nutre tanto uma esperança que chega a assusta-la. Ela sofreu tanto de amores , mas como esta , ela nunca havia sentido na vida...era algo doce ,encantador e viciante. Ela queria ele 24 horas por dia , conversar , abraçar , beijar , amar...Ela queria ser dele , somente dele. Ela esta ali , esperando para que ele possa nota-la e dá-la uma oportunidade , para que ela possa demonstrar todo amor que ela havia adquirido...por este doce desconhecido