Amor sem Limites

By:Jully Anne M.Fenner

Me sentei na cadeira , coloquei minha mochila na cadeira do lado enquanto Carlos , meu amigo sentava na cadeira da outra extremidade  , nossos lanches já postos a mesa enquanto Carlos passou a mexer em sua pasta de trabalho.

-Nunca estive numa situação tão embaraçosa como essa_Falei mais pra mim mesmo do que para Carlos

-Do que estas falando Ricardo?_Perguntou ele que estava organizando sua pasta de trabalho

-Lembra daquela Jovem que passou por nós na biblioteca naquele dia?_Perguntei enquanto ele estava distraidamente mexendo na pasta

-Sim, sim . recordo-me , uma jovem muito bonita por sinal...mas o que tem ela?_Perguntou ele agora fechando a pasta e tomando seu café

Olhei para os lados da cantina para ver se havia alguém por perto, me aproximei um pouco e disse.

-Não sei se estou louco , mas acabei me apaixonando por ela_ Falei por fim

Carlos se engasgou com o café , a tossida foi muito violenta , com as minhas batidas em suas costas ele conseguiu se recompor

-Apaixonado ? olha sua idade e olhe a dela_Ele repreendeu-me

Olhei descrente no que havia ouvido justamente dele e minha cara realmente denunciou o meu desagrado de sua repreensão.

-Ok...ok , minha noiva é 20 anos mais nova que eu ....talvez essa jovem deve ter a mesma idade, né?_Perguntou ele na defensiva

-Sim , tem sim , mas isso mostra o quão preconceituoso você foi comigo...poxa cara eu ajudei no seu relacionamento e você me vem com essa?_Falei irritado

-Desculpa cara , foi sem querer , só me espantei por que justamente VOCÊ esta apaixonado por uma jovem tão...angelical , digamos frágil, você sabe o quanto és grosso com as pessoas ...Mas por que você esta com essa cara de quem tem medo de fazer besteiras?_perguntou ele já decifrando minha face

-Eu a conheço tão pouco Carlos, das poucas vezes que conversamos era justamente na biblioteca e ela sempre foi muito gentil , simpática alem de ser muito linda , eu não sei se ela deve ter visto algo em mim_ falei por fim 
-Isso me surpreendeu_ Carlos confessou surpreso-Você ? inseguro? Não creio no que vejo

-Fica quieto , não espalhe _ repreendi baixo –Eu estou com medo ... Olhe a minha idade , sou viúvo , professor universitário , que vive uma vida sem filhos , sem muitos amigos , preso se não e em casa é na universidade ou quando não tiro o dia pra ficar focado na biblioteca .

-Hmmm , creio que foi por ai que as coisas mudaram , ela se sentou na mesma mesa que você?_ Perguntou ele com ar curioso

-Sim , ela pediu educadamente com uma voz doce se eu permitia que ela se senta-se naquela mesa , eu não pude recusar ...era a única mesa onde não havia pessoas sentadas nela_falei

-Sua fama de ser o professor Carrasco foi alem da universidade_ comentou ele se divertindo

-Cala-te ... eu não precisaria de inimigos em minha vida tendo um amigo como você _ comentei fazendo ele rir mais alto

-Desculpe , mas sua situação chega a ser uma comédia _ ele riu mais até se recompor- Façamos o seguinte...

E lá estava eu e Carlos planejando algo para que eu pude-se em fim me declare a jovem mais encantadora e incrível que eu pude conhecer.

De dias se transformou em meses , sim meses, fui um homem cuidadoso , precavido , precisava tomar nota de cada detalhe que descobria da jovem quando saíamos da biblioteca conversando , era de tantos assuntos , mas sempre ela mostrava algo que a agradava ou desagradava.

Descobri muitas coisas de sua pessoa onde eu pensei seriamente se iria realmente querer estragar a vida da jovem ou querer trazer um pouco de amor , para uma jovem tão pouco valorizada.

Suas Histórias de seus relacionamento passado me fez pensar em como existe rapazes tão imbecil e podres como os jovens hoje em dia , nunca se deve tratar uma mulher como um objeto de uso pessoal , mas nesse caso quebraram não só um coração apaixonado , mas os sonhos de uma mente tão brilhante.

Passando por uma parte de uma rua pude vê-la mais casual estava muito linda como sempre , andei lentamente até ela mas notei o quanto ela estava triste.

-Bom Dia , você esta bem? _Perguntei preocupado

Ela deu um sorriso triste enquanto enxugava as lagrimas

-Fantasmas do passado voltando a assombrar minha vida_respondeu ela

-O que esse fantasma queria?_Perguntei irritado e isso não passou despercebido para jovem

-Calma Ricardo , eu já mandei ele plantar batatas_respondeu ela rindo – eu só estou chorando por que ele veio todo romântico , dizendo que não pensou nas consequências , que se arrependia ...eu só queria entender por que se arrepende depois que perde?

-Os homens tem a péssima mania de fazer isso , quer dizer ...nem todos , mas quando repara que aquela pessoa realmente fez a diferença na vida dele e ele perdeu...ele corre, luta e insiste até conseguir de volta_ respondi enquanto Hannah olhava para mim encantada

-Já perde-se alguém?_Perguntou ela curiosa

-Minha esposa ...ela faleceu faz cinco anos de câncer , ela era uma mulher muito forte e muito persistente por me aguentar por tanto tempo_ respondi com um sorriso triste

-Sua fama na biblioteca é grande , professor carrasco , sarcástico , irônico , com um humor de acabar com a paz de qualquer um...eu só não consigo enxergar isso_falou ela por fim

-é que você ainda não teve a chance de me conhecer mais a fundo_falei

-Então...deixe-me conhecer melhor , ver quem realmente é você Ricardo _ pediu ela sorrindo

Não parecia que a minutos atras eu havia encontrado ela chorando , pois seu rosto estava iluminado , um sorriso instalou em seus lábios ...

-Vou fazer um pedido...quero que pense muito antes de responder , não quero resposta imediatas ou precipitadas ...tem que ser pensada_ falei enquanto ela ouvia atentamente.

-Nos conhecemos a tão pouco tempo...6 meses_ela me cortou- ok...6 meses...nos conhecemos a 6 meses , uma ótima amizade nasceu naquele ambiente de entendimento e sabedoria , uma amizade onde nem eu pude ter com meu melhor amigo..assumo_ ela riu de meu comentário e eu acabei rindo também-Eu não sei da onde veio , mas ...você não sai da minha mente , de meu coração.Sempre quando a vejo é como se eu volta-se a ser um adolescente ansiando por sua presença , desesperado por seu olhar , por sua ternura , por seu sorriso , pela doçura de sua vós...Eu estou amando você da mesma forma que eu amei verdadeiramente a minha esposa...Eu preciso que você pense muito no que irei lhe pedir...Você quer namorar comigo? Você não só quer namorar comigo , mas me aturar pelo tempo que VOCÊ quiser ? pelo tempo em que você achar mais apropriado ?

-Sempre?_Pergunta-se emocionada_Pode ser para sempre? eternamente?
Sorri abraçando-a fortemente enquanto você enterrava seu rosto em meu peito sussurrei em seu ouvido-Sim minha pequena, é claro que pode ser para sempre.

Ela olhou para mim sorrindo e eu pude por fim beijar seus lábios , sentir o gosto do beijo  que tanto desejava da minha pequena mente brilhante apaixonada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa