A Carta de uma mãe

By:Jully Anne M.Fenner

A Carta de uma mãe ...

A Alegria era grande demais para caber dentro de meu ser...era um sonho realizado em tê-lo dentro de mim , meu pequeno ou pequena , não fiz os exames necessários , mas eu sei que estou esperando você , os sintomas batem e tudo indica que será muito feliz . Mesmo eu não vendo você eu já amo muito você meu filho ou filha.

Dois meses se passaram desde que estava suspeitando de eu estar esperando por você e cá esta a certeza...dois meses se passaram e ainda me sinto muito feliz , mas o seu pai ainda não chegou de viajem , preciso contar pra ele o grande presente que iremos receber.

Recebi uma ligação de seu pai e ele avisou que ficará mais dois meses fora , quase falei a surpresa , mas dei a volta por cima – rindo – estou muito feliz e não me sinto tão incomodada com os enjôos .

Mais dois meses se passaram e agora vejo que minha barriga criou forma arredondada , estou ansiosa pra saber o sexo , mas ainda quero saber só no dia em que você chegar. É estranho me olhar no espelho e me ver grávida .

Oi meu pequeno ou pequena , irei pedir desculpas , seu pai ficou um pouco zangado com a noticia e me fez um pedido tão absurdo que fui obrigada a sair de casa para esfriar a cabeça... Nós estamos passando por uma crise , mas isso não lhe dá motivos de mandar eu tirar você de mim ...isso não aceito , não mesmo.

Uma dor grande em meu peito não sai , a dor do sofrimento é grande , mas não posso deixar você sentir toda essa tensão , você merecia crescer co  sentimentos de alegria e não de dor...desculpe meu amor , mas mamãe esta passando com alguns problemas com o papai e lhe prometo que isso passará 

Mais três meses se passaram , cá eu estou hospedada no hotel aqui no centro da cidade , 7 meses de gestação e já me sinto esgotada tanto mentalmente quando emocionalmente , mas eu irei até o fim para ter você e poder abraçar e beijar para todo sempre.

Um mês se passou e estou com seu pai em frente ao juiz para determinar a separação , não consigo aceitar o fato de como ele não quer ter filhos sendo que ele sabia perfeitamente que eu queria e muito...você sabe o quanto eu amo o seu pai e que isso esta custando muito para mim fazer isso.

Com muito custo veio o divorcio oficial , ambos sozinhos e desimpedidos , mas eu NUNCA poderia imaginar que eu iria me separar do seu pai...Eu o amo demais , eu o desejo demais e isso esta me matando aos poucos.

Estava eu organizando a sua malinha para podermos ir na semana que vem , estas quase chegando e isso me trás um pouco de conforto ... sua tia esta aqui para me ajudar , mas ela insiste que eu preciso ir antes mesmo por que me acha abatida demais. Só que do nada comecei sentir dores , dores em meu abdomes .CÉUS por que? 
 Sua tia me levou a maternidade enquanto eu miseravelmente tentei não gritar de dor...

Já no quarto o médico me examina alguns minutos e foi quando o médico  mandando a enfermeira preparar a sala de parto,,,Sim, mamãe quer ter você na moda antiga ...seja como Deus quiser ...

Sua tia fez uma imensa besteira ( terei que assumir que fiquei feliz ) mas chamou o seu pai , a desculpa que ela usou foi que ele pelo menos poderia conhecer você e assim ele veio , contra gosto mais veio.

Cá estou eu dando tudo de mim para ter você , minhas forças indo com cada gotas de suor , cada grito de dor , ofegante , cansada , mas ainda sim persistindo para que você venha bem .

Ouço choro , um choro fino , sorrio , lágrimas correm em meus olhos , estava completamente esgotada , meu corpo mole demais , ouvi o médico dizer que era uma linda menina. 
 A visão não estava ajudando por que era turva , mas ainda sim pude vê-la  ao meu lado , beijei sua pequena cabecinha e depois me entreguei a escuridão...

Estava eu aqui olhando para o meu eu , deitada na maca , sem vida , voei para o outro lado onde estava sua tia e seu pai , a enfermeira comunicando a minha morte ...Sua tia estava surpresa demais e seu pai...seu pai entrou em desespero , pânico total .

Não sei onde estou , mas aqui é lugar tão magnífico que é impossível eu descrever de tão lindo , mas daqui eu posso vê-la já uma menina linda uma moça feita sendo cuidada por um pai amoroso e protetor , reparei que ele não se casou desde que eu faleci , mas ele tem se mostrado uma mãe e um pai a altura.

Você não sabe nem seu pai , mas eu estou aqui olhando vocês sempre.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa