Maldita praça

By:Jully Anne M.Fenner

Cá estou eu , sentado no maldito banco , desta maldita praça...Não sei bem o por que ainda insisto em vim pra cá.”Assuma seu velho depravado que estas aqui por causa dela...somente dela ”-Acusou sua mente
As vezes me pergunto o por que a vida é tão injusta , sofri por um amor impossível , um amor que ainda há marcas em meu passado que deixou uma grande sequela.
Qual seria? Não é tão difícil de entender , minha expressão mostra claramente o quão amargo sou , o quão frio e calculista , minhas ironias e sarcasmos ultrapassam qualquer limite de convivência , mas por que?
 Nasci num ambiente familiar conturbado onde minha mãe sofria grandes agressões causado pelo cretino de meu pai quando voltava embriagado para casa...resumindo , todo dia nós sofríamos  agressões , mamãe agressões física enquanto eu com apenas uma criança sofria agressões verbais ,
 Ele não me feriu ao ponto de deixar marcas físicas...não de jeito nenhum , ele me humilhava , me insultava , dizia palavras que machucavam tanto que ainda posso sentir as profundas feridas em meu coração.
 Nos meus dezesseis anos de idade enquanto eu 
 Sim , quem pensava que eu não teria um coração ... esta bem enganado , eu apenas não sei demonstrar afetividade por aqueles que estão em minha vida.

Lá esta ela –Pensou ele agora vendo-a passar pelo outro lado da rua sorrindo falando pelo aparelho celular-Eu me sinto como um adolescente sempre quando a vejo ,seus longos e ondulados cabelos castanhos , sua pele num morena claro , deve ser por conta de não tomar muito sol , mas isso ainda a deixava linda._Ele não podia deixar de suspirar enquanto a olhava-Queria poder dizer algo , mas me conheço o suficiente para saber que não iria correr atrás de ninguém “MAS DÊ UMA OPORTINIDADE”Berrou sua mente

Meu Deus , ela esta vindo pra cá_Ele prontamente pegou seu livro e disfarçadamente começou a ler.

-Boa Tarde , poderia me sentar aqui?_Perguntou a jovem educadamente

“Seja educado, SEJA EDUCADO”_falou sua mente –Sim , claro “_ respondeu dando espaço enquanto a mesma se sentava pegando a mochila , abrindo-a e tirou um livro.
-Desculpe , mas como o senhor consegue ler o Livro de cabeça pra baixo?_Perguntou a jovem num tom divertido 
 Ele  estava tão distraído olhando-a pelo canto do olho que não notou que estava com o livro de cabeça pra baixo , fechou o livro e bufou um tanto irritado com sua burrice
-Estou...distraído demais para ler este livro_ falou sincero- e a Senhorita? O que estas lendo?
“Senhorita?"_falou mentalmente enquanto arqueava a sobrancelha de um modo curiosa e depois deu um sorriso educada-Estou lendo “A Culpa é das estralas” de John Gren , já ouviu falar?

 Ele apenas balançou a  cabeça numa negativa

-é sobre o que?_Por fim quis saber , afinal , foi professor durante anos numa escola , mas não era do tipo de homem  que queria saber das novidades em que o mundo proporcionava.

-A História é narrada pela Hazel Grace , uma jovem paciente com câncer que estava prestes a completar dezessete anos de idade e desde seus treze anos de idade ela sofria com um cancro na tireóide que infelizmente evoluiu para uma metástase nos pulmões e faz com que ela tenha que andar com um cilindro de oxigênio e uma cânula no nariz para conseguir  respirar. A história começa a ter uma pitada de Romance quando ela esta num grupo de apoio onde sua mãe a faz ir ela acaba conhecendo e conseqüentemente se apaixonado por Augustus Waters, um jovem com osteossarcoma que era melhor amigo de Isaac , um dos participantes do grupo.
 Eu vi o filme , impossível não chorar , mas o livro ele tem uma coisa que nenhum cinema não pode ter

-O que seria?_ Perguntou tão encantado com a Jovem , mas sua expressão era sempre tão sério e duro 

-Imaginação , você entra no livro , você vive com cada personagem , você ri , chora , se apaixona , fica brava ...é por isso que  adoro os livros

-Vejo que realmente você gosta de ler _ comentou ele notando outros livros  dentro da mochila da jovem enquanto a jovem soltou uma risada.

-Como não notar_ comentou rindo-Levo eles comigo pra qualquer lugar , principalmente por aqui e digo que o você gosta muito de leitura , pois esta sempre sentado neste mesmo banco por meses lendo diversos livros

-Sim , tenho uma paixão incrível por conhecimento , não é tarde pra aprender um pouco mais  _Respondeu olhando para seus três livros em seu colo


Aquela conversa se prolongou em diversos assuntos , os livros deixados em seus pernas enquanto um conhecia o outro e uma promessa que ali nasceria um sentimento especial

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

Noite Tempestuosa

O Retrato