Revelo ou não , eis a questão ...

By:Jully Anne M.Fenner

 Dentre as mulheres mais perfeitas do mundo , por que tive que me apaixonar por você? Por DEUS , o que eu fiz pra merecer isso? Devo ter pecado demais pra estar recebendo tamanho castigo .
 Não que isso seja um castigo , mas sou um homem de meia idade que não teve muitas sortes na vida que pela infelicidade do destino me apaixonei por uma jovem linda , educada e muito querida pelas pessoas.
 A conheci no shopping , quando “acidentalmente”atropelei a jovem que vinha conversando no telefone celular , de início fiquei zangado com ela , mas mil vezes comigo mesmo ...Por que mesmo eu estava Bravo? Há sim , por que o diretor da escola em que leciono resolveu tomar conta da minha vida e dar opiniões onde não é chamado , para destra ir a mente fui no shopping , andando apressado   , sem rumo algum.
 Sim com a queda da jovem acidentalmente também “ para o meu dia ficar mais completo” quebrei o celular da jovem , ajudei-a levantar , devo confessar que a jovem não tinha ficado nenhum pouco brava ou algo do gênero , mas ela estava mesmo era assustada...Também um cara magro , alto , com semblante de quem comerá uma arvore inteira de limão  , sou o tipo de homem amargo , devo confessar , um cara que não possui amigos , tirando o diretor , claro.
-Perdoe-me _Pedi
Ela esfregava a mão direita no cotovelo esquerdo olhando um belo vermelho que ficará que daqui em algumas horas iria se transformar num belo roxo .
-Acidentes acontecem _comentou ela agora notando seu aparelho espatifado no chão “sem vida”-agora , meu celular não teve a mesma sorte _ela deu um sorriso triste pegando os pedaços do aparelho .
-Por favor , deixe-me comprar um outro aparelho , sou culpado pela perda _ Falei prontamente já pegando a carteira e avistando uma loja de celulares
-Não , nem se incomode _ falou ela dando um sorriso sincero _foi apenas acidentes , sua cabeça estava pensando em algum problema, enquanto a destra ida aqui_ ela apontou pra ela mesma_ futilmente estava conversando sem estar atenta por onde andava.
-Não _descordei- faço questão _caminhei rumo a loja , mas a jovem me barrou
-Não...por favor ...sem problemas , sério _ falou ela mostrando o mais lindo sorriso que já pude ter presenciado

Desde este dia em diante , sempre nos encontramos no shopping , conversando sobre todos os tipos de assunto , sempre tão franca , aberta e sorridente nunca mostrou-se aborrecida comigo...quer dizer , de vez em quando ela comenta que meu azedume esta passando dos limites , mas sempre quando ela diz eu tento controlá-lo.
 Pois bem , agora me vejo preso numa indecisão desenfreada , revelo a jovem meus reais interesses por ela , sabendo do preconceito que iríamos encarar se caso ela aceita-se ou ficaria calado vendo a jovem sempre  nos fins de semana , conversando sobre os assuntos que foi durante a semana , fingir que nada esta afetando que sinceramente esta me deixando LOUCO .

Estou pensando , pensando seriamente em contar a verdade , mas eu espero, eu anseio que você sinta o que eu sinto por você .

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa