sensação de verão

By:Jully Anne Mary Fenner

-Que friiiio_constatei quando sai de casa e um vento gelado cai sobre o lugar.Suspiro lentamente frustrada_ODEIO INVERNO_esbravejei raivosa ...Pois é odeio inverno e tenho meus motivos.
 Caminhei rapidamente de casa e fui até a lojinha do bairro ,chegando lá estava como sempre , as prateleiras de madeira antiga mas resistentes , com os produtos expostos ... tinha de tudo um pouco , de doces e livros até eletro e roupa de mesa e banho .
 Fui na Sessão de livros primeiramente para ver se meu livro havia chegado e nada , comecei  olhar os outros livros , para distrair a mente , mas nem consegui pois o frio havia congelado até meu cérebro .
 Peguei um livro qualquer que , mas na sessão Romance que havia pegado, sentei-me  numa poltrona  da sala reservada que tinha lá com uma lareira acesa já preparada para quem  se interessa-se a ler.
 Me acomodei na confortável poltrona e comecei a ler.
 A cada capítulo da história era um retrocesso de um verão inesquecível e saudoso onde apenas eu e você eramos os personagens principais de um romance que nem mesmos os melhores escritores românticos poderiam escrever.Era momentos  em que nada e nem ninguém poderia tirar-me de minha cabeça e de meu coração
 Só de lembrar que conheci você em um inverno rigoroso , onde você salvou-me daquele lago onde havia caído . Sempre serás o meu herói quando você bravamente pulou no mesmo lado profundo e me tirou de lá , me reanimando e me levando pra esta lojinha e neste mesmo local para podermos nos esquentar enquanto o dono do estabelecimento chamava a ambulância para nós.
 Ainda desacordada , fises-te de tudo para me reanimar , até usas-te a técnica boca-a boca  até que os para-médicos chegaram e fizeram os primeiro socorros , levando-me ao hospital por princípios de hipotermia .
 Algumas horas se passaram naquele hospital e acordei-me friorenta , tremula , mas recuperada do susto .
 Olhei para o local ainda desconhecido e tentei raciocinar...
-Você acordou_ouvi sua vós e olhei pra você um pouco assustada
-Você esta bem?_pergunta-se olhando em meus olhos
 apenas confirmei com a cabeça , mais ainda continuei quieta  apenas o olhando...Constatei que possui belos olhos .
-Que bom _fala-se aliviado-Fiquei preocupado com você , estavas tão branca ...tive medo de..._cala-se e desvia-se o olhar e pude entender o que querias dizer- Que bom que avistei você ...me chamo Gabriel , sou novo da cidade_comenta-se
-hmm...que aventura essa então_falei fraca mas num tom de brincadeira
-Na realidade uma aventura nada legal_fala-se franco-nunca me senti tão impotente como hoje _fala-se se sentando na beirada da cama .
-Desculpe _pedi sem jeito.
 Desde então uma amizade nasceu e da amizade um amor cresceu ...Um amor que nunca poderia ter sentido na vida.sempre irei levar você em meu coração...sei que são dias que foce viajar , mas sento-me como se passa-se anos longe de você ...longe de seus braços, beijos, sussurros e anseio de dizer que amo-te com todas as minhas forças. Quero que essa semana passe rápido pra eu poder abraçar-te forte e nunca mais soltar , pois quando estou longe de você sinto-me como se eu estive-se num inverno rigoroso que somente você pra me aquecer e me trazer a sensação de verão...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa