Saudades

By:Jully Anne M.Fenner

Abri os olhos para a vida , mas que vida? , olhei para onde estava.
 estava escurecendo e o sol dando seus últimos brilhos e o céu se escurecendo rapidamente como minha vida...
-Por que estou assim?_Questionei-me
tentei pensar num bom argumento para ver se valia a pena ficar naquela depressão.
 Não entendia eu mesma mas sabia que lágrimas escorriam em minha face .
 Sabe quando você acorda tão triste , tão infeliz e nem lembro do por que? pois é assim que acordei.
 Olhei o relógio e já se passava 18:58 da noite , e o sol já havia se pondo e o céu escurecido mostrando não só negritude dele , mas uma novem que indicava que iria chover a qualquer momento.
  até que um filme se fez em minha mente...sim lembrei-me que você havia ido em bora , foste morar em outro pais agora chorando copiosamente percebo que era sua partida .
-Sinto tanta sua falta_falei comigo mesma .
 Chorar não iria traze-lo de volta , mas pra amenizar o sofrimento até que esta sendo uma boa amiga para aquele momento.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

Noite Tempestuosa

O Retrato