Carta ao meu amor

By:Jully Anne M.Fenner

Sentada na mesa suspirando lentamente , segurando a caneta e olhando para o papel em branco , começo a escrever
“Amor ...

O que poderia escrever-te nesta carta ?! o que poderia poder expressar-te o que sinto?
 Não é fácil quando se trata do sentimento , mas do amor já é bem diferente.
Meus dias eram negros como nuvens de tempestades que nunca cessaram , o sol não brilhava com tanta freqüência , e o vento soprava fortemente. Sim minha vida literalmente era uma tempestade”

Paro de escrever e analiso o que havia escrito , vendo que estava conseguindo onde estava querendo chegar continuo

“Não tinha sorrisos,não tinha animação algum pra sair pra me divertir , dançar e beber com os amigos. Mas foi daí que conheci você.
 A Tempestade passo e veio um o dia em que esperava ...o Sol brilhará com intensidade , pássaros cantavam , olhava-se as flores crescendo mostrando sua beleza e exalando seus perfumes . o grama perfeitamente aparada e bem esverdeada....Sim conseguiu transformar minha vida tempestuosa em uma vida de paraíso...num belo paraíso arrisco a dizer...Meu sorriso voltou  a radiar , posso poder ver uma esperança futura ao seu lado .
 Agradeço por estar ao meu lado e quero que saiba que te amo muito e nunca se esqueça ou duvide do amor que sinto

Te amo muito”  

Olho a carta emocionada  , lágrimas escorriam pelo rosto .Não sofria mais sim estava emocionada pelo simples fato de você ter me salvado de mim mesma , do meu sofrimento...de minha tempestade. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa