Cartas pra quem endereçar


                                                         By:Jully Anne.M.Fenner

Estava eu escrevendo mais uma das minhas inumeras cartas me declarando e jurando amor eterno.Sim costumo escrever cartas em papel de cartas, perfumando-as e dando o meu melhor para que quem recebe-se perceberia que a minha intenção não era nenhum pouco para brincadeira , mas sim algo sério.
 Olhei para o papel de carta tão lindamente , o perfume que caracterizava a minha personalidade , e o mais importante de tudo ...minha expectativa de que uma dessas cartas surtice efeito em alguém.
"ta mas pra quem vou indereça-la?"-me questionei olhando para as cartas que guardo numa caixa delicada.
 peguei a caixa e fui ao centro ...na realidade na praça onde costuma-se ser o ponto de enconro de muitos jovens .
Olhei pra um deles e cada um não era quem eu procurava...Todos eram bonitos ...como dizem minhas colegas:deuses gregos_revirei os olhos só de tal pensamento.
 até que um táxi para próximo a praça em frente a um Hotel. desembarcando vejo você.
-é ELE !_falei alto demais , pois você olhou para mim .
 Virei meu rosto rapidamente para não mostrar minha cara de felicidade .Ainda segurando a caixa como se eu depende-se dela pra viver , me virei e percebi que já havias entrado ao  Hotel , olhei para rua e atravesssei a estrada e adentro ao Hotel.
-Bom dia mocinha !_cumprimentou a recepcionista educadamente dando um sorriso.
_Bom dia_retribui o sorriso_Eu gostaria de saber qual é o numero do quarto em que aquele jovem acabou de se hospedar_pedi a recepccionista fazendo uma carinha de cão sem dono ( todo mundo cai nessa....acredite). Ela me olhou com piedade e disse
-O quarto 15 senhorita  e tenha um bom dia_falou ela dando um outro sorriso colgate
 Retribuindo o sorriso adentrei ao elevador apertando para o primeiro andar , até que de quebra acho o seu quarto.
 vou até a frente da porta do quarto ..."vamos lá...remetente já tem , ele só vai procurar quem foi que escreveu."
 Colocando a caixa no chão contendo muitas...muitas cartas... respirando fundo e apertei a campainha.
 sai corredo descendo as escadas .( sério imanginem a cena descendo as escadas quase caindo...imagino?!...é foi bem assim mesmo que sua cabeça fertil criou *-*).
consegui sair do Hotel ofegante...muito ofegante , atravessei a estraga quase sendo atropelada e sendo ofendida de SUA LOUCA !
 cheguei até o banco e me dei o prazer de tomar um longo suspiro fazendo entrar ar suficiente em meus pulmões e dando um longo suspiro apaixonado.
-Nem conheces o cara e já tah assim? éééé to ficando louca mesmo_falei comigo mesma ...


pensaram que já acabo?!
ERRARAM kkkkkkkkkk....mais tarde farei a segunta parte da história que será um final ultra , mega power feliz *-* ...dependendo de mim óbvio ^-^

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo de uma solteira

O Retrato

Noite Tempestuosa